quinta-feira, 2 de abril de 2015

Oito hábitos exclusivos dos brasileiros segundo uma publicação americana


Por mais preparação psicológica (na maioria das vezes subestimada) que um ‘gringo’ possa ter, o site americano Business Insider garante que o choque cultural acontece até mesmo em pequenas coisas. Por isso, resolveu elencar oito coisas que só existem aqui em nosso país e que costumam deixar os estrangeiros um tanto quanto assustados.
Veja quais são elas:

- Botecos
“O bar que você imagina não é o que você geralmente encontrar por lá”, diz o texto que ressalta que se você quiser apenas beber e jogar conversa fora com os amigos a preços acessíveis basta ir até o boteco da esquina. O fato de ter uma portinha na esquina, com mesas e cadeiras de plástico sobre as quais você pode apoiar porções de batatas-frias e cervejas baratas enquanto fica conversando na calçada é, definitivamente, algo surpreendente para os estrangeiros.

- Muita proximidade física
Brasileiros costumam ficar muito mais próximos do que a distância de um aperto de mão. Só o fato de cumprimentar e despedir dos amigos e familiares com um ou dois beijos no rosto e abraços já dizem tudo sobre a importância do contato físico. “Além disso, homens e mulheres, muitas vezes, costumam tocar os braços, mãos ou ombros enquanto conversam com você. Por isso, não surte se isso acontecer. Bem-vindo ao Brasil”, diz o texto.

- Não usar as mãos para comer
Sanduíches, hambúrgueres, pizzas e frango fritam estão em cima da mesa, mas, diferente dos “gringos”, os brasileiros não saem comendo tudo com as mãos, mesmo se elas estiverem limpas. Usam talheres ou guardanapos. Sempre.

- Há barulho em toda parte
Não. Definitivamente o Brasil não é um lugar calma e tranquilo. Muito longe disso, as ruas estão cheias de pessoas cantando, vendedores gritando, buzinas e carros de som.

- “Inho/inha”
O sufixo “inho” para palavras masculinas e “inha” para femininas é muito usado depois de nomes de pessoas ou objetos para expressar carinho, descontentamento ou até mesmo sem motivo nenhum. “Bonitinha”, “coitadinho”, “obrigadinho”são alguns dos exemplos que o texto cita como comumente expressados por brasileiros.

- Polegares
Levantar os polegares ao agradecer por alguma coisa ou confirmar que entendeu o que o interlocutor está dizendo é um hábito muito comum por aqui.

- Demonstrações públicas de “afeto”
De acordo com o site americano, não é incomum encontrar casais aos beijos e abraços ‘calientes’ no meio da rua, dentro do metro, no banco do parque etc…

- Abacate doce
No resto do mundo, a fruta é mais usada em pratos salgados, como salada ou guacamole. Por isso, um estrangeiro pode se espantar quando descobrir que o abacate, na verdade, fica uma delícia batido com leite ou amassado com açúcar e limão.

Extraído de PAVABLOG

Para saber mais, leia também: 10 hábitos que os brasileiros poderiam exportar

Um comentário:

Pollyanna Barbosa disse...

A paz do senhor para o nossos irmãos missionarios gostei muito do blog gostaria muito de saber se tem algum missionario que esteja nas ilhas das filipinas eu gostaria muitonentrar em contato se possivel pos tem um grupo de jovens que esta com um culto missionario justo sobre as ilhas filipinas se teve essa possibilidade de talvez fazer uma video conferencia para encentivar os jovens ao campo missioonario desde ja agradeço a paz do senhor