sexta-feira, 3 de abril de 2009

Panorama Histórico Missionário Brasileiro dos Anos 60 e 70

Os anos 60 foram marcados com a chegada de pessoas e ministérios muito importantes para o despertamento da obra missionária transcultural. Podemos destacar o ministério da ABU, SEPAL, Asas de Socorro, e Voz dos Mártires; bem como o trabalho missionário denominacional da Junta de Missões Batista, a Junta de Missões Presbiteriana (APMT), e agências missionárias para ministério indígena.

Devemos destacar também a vinda de missionários que se transformariam em pouco tempo como os formadores de opnião do movimento missionário transcultural brasileiro. Roberto e Joana Harvey, chegaram em 1967; Barbara Burns, chegou em 1969. Bárbara Burns emvolveu-se no ministério de ensino e despertamento missionário no Paraná (Cianorte), e Roberto e Joana Harvey em Minas Gerais (Belo Horizonte).

Já a década de 70 gerou movimentos missionários importantíssimos e desafiadores. O início da década de 70 foi sem dúvida o despertar da Era Brasileira de missões transculturais.

• Em 1970 era inserido no cenário histórico a Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo, Janz Team, Rádio Transmundial, e outras.

• No nodeste a Profa Lídia Almeida de Menezes, do Instituto Bíblico Betel Brasileiro, foi levantada por Deus com uma visão missionária desafiadora, mobilizando tanto o nordeste como outras partes do Brasil para missões transculturais.

• Em 1975 houve o envolvimento das Assembléias de Deus e a criação de suas respectivas secretárias de missões. Também é fundada a MISPA - Missão Priscila e Áquila.

• Em Minas Gerais o despertamento missionário crescia. Em Belo Horizonte, o casal Roberto e Joana Havey dedicaram na mobilização missionária através da Missão AMEM (Wec Internacional). Em fevereiro de 1975, Maria Leonardo funda o Projeto Missionário Anunciantes da Paz, para intercessão, despertamento e mobilização missionária para as igrejas do interior de Minas Gerais. Também se estabelecem em Belo Horizonte a Visão Mundial (1975) e a Jocum (1976). Aquiles Barbosa Junior desempenha importante papel mobilizador de missões.

• No Paraná Deus levantou o Pr Jonathan Ferreira dos Santos e Décio Azevedo juntamente com a missionária Barbara Burns, e em 1976 fundaram a Missão Antioquia. Em 1980 a Missão é transferida para São Paulo.

• O movimento missionário no Amazonas também cresce, e é estabelcida a Paz - Projeto Amazonas e outros ministérios missionários para a região. E em 1978 chega ao Brasil a Missão Portas Abertas com uma fantástica mobilização missionária para os países comunistas.


ANO Agência
1962 Missão Evangélica Unida
1963 ABUB - Aliança Bíblica Universitária do Brasil
1963 SEPAL - Serviço de Evangelização Para a América Latina
1964 Asas de Socorro
1964 JUMIB - Junta de Missões Batista
1966 Ministério Centralizado na Bíblia
1967 APMT - Agência Presbiteriana de Missões Transculturais
1967 Assoc.Intern.de Missões aos Israelitas (Amigos de Sião)
1967 MEIB - Missão Evangélica aos Índios do Brasil
1969 Missão A voz dos Mártires

1970 Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo
1970 Janz Team Associação Brasileira de Evangelização
1970 Rádio Transmundial
1972 MIU - Missão Indígena UNIEDAS
1975 Desafio Jovem do Ceará
1975 MISPA - Missão Priscila e Áquila
1975 SEMADETS
1975 SENAMI - Sec.Nacional de Missões - Assembléia de Deus
1975 Visão Mundial
1975 Projeto Missionário Anunciantes da Paz
1976 Agência Antioquia
1976 HCJB - A Voz dos Andes
1976 JOCUM - Jovens com uma Missão
1976 PAZ - Missão Projeto Amazonas
1978 AMTB - Associação de Missões Transculturais Brasileiras
1978 Missão Portas Abertas

Texto: Maria Leonardo
Fonte: AMTB-Agência de Missões Transculturais Brasileiras

3 comentários:

poturu disse...

Olá. Infelizmente vcs esqueceram uma das maiores missões evengélicas brasileiras, se não a maior, a MISSÃO NOVAS TRIBOS DO BRASIL, brasileira dede 1953 e que conta hoje com mais de 500 missionários atuando de norte a sul do país em mais de 50 etnias indígenas.
Alguém poderia corrigir esta falha grave?!
obrigado
Carlos

Silvio Araujo disse...

Prezado Carlos,
Como escreví no final da postagem, estes dados são do site AMTB-Agência de Missões Transculturais Brasileiras (http://www.amtb.org.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=113:anos-60-e-70&catid=72:historia-3) e como o levantamento histórico não foi feito por nós, sugiro postar essa importante observação diretamente naquele site.
De minha parte, adcionarei à lista e esclareço que esta postagem está aberta à adições e correções, afinal, há poucos registros históricos como este acerca das missões brasileiras.

Grato pela visita,

Silvio

Silvio Araujo disse...

Carlos
só complementando, o tema deste post faz referência apenas ao panorama missionário dos ano 60 e 70. A nobre Missão Tribos do Brasil chegou na década anterior e creio que porisso não foi citada no documentário.